sobre

Autora do livro Quando me descobri negra (SESI-SP, 2015).

Organizadora das coletâneas Inovação Ancestral de Mulheres Negras: táticas e políticas do cotidiano ( Oralituras, 2019), Vozes Insurgentes de Mulheres Negras: do século XVIII à primeira década do século XXI (Mazza Edições/ Fundação Rosa Luxemburgo, 2019), e Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas (Edufba/Casa de Cultura Digital, 2012).

Está escrevendo uma biografia de Sueli Carneiro, a ser publicada pela Companhia das Letras em 2020.

Escritora convidada na Feira do Livro de Frankfurt em 2018 e na Feira do Livro de Buenos Aires em 2019, quando também foi curadora do Festival Literário de Iguape. 

Colunista da revista Cult. 

No doutorado em ciência da informação, na  Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, pesquisa memória e escrita de mulheres negras.

Estudou os usos das tecnologias digitais na educação de pessoas jovens e adultas, no mestrado em educação, na Faculdade de Educação da USP.

Foi professora da Faculdade Cásper Líbero e da pós-graduação em jornalismo multimídia na Faap.

Uma das fundadoras da Casa de Lua Organização Feminista e da Casa da Cultura Digital, onde coordenou um projeto de recursos educacionais abertos.

É associada da SOF – Sempreviva Organização Feminista e compõe os conselhos dos institutos Procomum e Marielle Franco.

Pela UNEafro Brasil, tem colaborado na articulação da Coalizão Negra Por Direitos.

contato: biancasantana [arroba] gmail.com

4 comentários em “sobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s